Dura Trail 2016 | Duro e Dura

Há coisas que nunca imaginaria fazer e uma delas era subir um “Durassaurus”.

E foi isso mesmo que aconteceu no Dura Trail do passado dia 8 de Outubro em Setúbal. Dos três percursos existentes (53km, 28km e 15km) eu escolhi a distância intermédia, mas nem por isso foi fácil.

O percurso do Dura Trail inicia-se no Parque Urbano de Albarquel e daí segue em direcção à Serra da Arrábida. O percurso é difícil, desde logo porque o início é todo ele já praticamente a subir o que permite que os corredores ganhem (ou percam, dependendo da perspectiva) distância uns dos outros facilitando o percurso nos single tracks.

Não me sentia confiante para esta prova, não só pela falta de treinos como também pelo cansaço acumulado das últimas semanas. E para uma prova destas com mais de 1.000 metros de desnível, seria importante que as duas situações anteriores estivem conforme. Não aconteceu e aos 10 km pensei, pela primeira vez na prova, em desistir.

Foto do Dura Trail 2016
Foto de José Manuel Sousa Santos

No entanto, já ando há anos suficientes no running para perceber que tudo não passa de um estado psicológico algo estranho que nos tenta demover daquilo que realmente nos faz bem e nos procura revelar as fraquezas que em nós não existem.

E foi isso que me fez pensar sempre em continuar e a não desistir mais duas ou três vezes. Foi a força que me fez subir a “Durassaurus”, a subida rainha desta prova.

Apesar das dificuldades e do esforço continuo para conseguir passar todos os obstáculos e concluir a prova e de me sentir triste por não ter conseguido melhor, acabei a prova sabendo que posso acreditar em mim e que há um caminho a percorrer para voltar aos tempos de outrora e, até mesmo, superá-los. Sinto que a minha margem de melhoria é bastante grande no trail face à corrida de estrada.

Não obstante tudo isto, há a referir a excelente organização da ProAventura e do ambiente e convívio proporcionado, sob um cenário fantástico de mar e serra, que culminou num maravilhoso caldo de peixe à sombra sentido ainda um calor intenso de um verão que tarda em partir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.